Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Vacinação de crianças contra Covid: Amazonas já decidiu sobre o tema - Portal Nortão


No comando: Amor sem fim!

Das 10 às 20:00

No comando: Music Paradise

Das 10:00 às 12:00

No comando: Top Fã – Nortão

Das 14:00 às 15:00

Vacinação de crianças contra Covid: Amazonas já decidiu sobre o tema

Estado aguarda envio de doses pelo Ministério da Saúde. Estimativa é que vacinação comece no dia 17 de janeiro.

No Amazonas, a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra Covid está prevista para iniciar no 17 de janeiro, dependendo do envio de doses por parte do Ministério da Saúde. A data foi estimada pelo secretário de Saúde do estado, Anoar Samad, em entrevista à Rede Amazônica, nesta quinta-feira (6).

“No momento ainda não temos uma gota do imunizante ainda no País, mas assim que o Ministério da Saúde receber, algo previsto em torno de 20 milhões de doses, vamos seguir o fluxo. Nossa estrutura será a mesma que utilizamos para fazer a imunização de adultos. Assim que as doses chegarem, dentro de um ou dois dias vamos começar a vacinar crianças”, disse Samad.

O anúncio foi feito após o Ministério da Saúde incluir, nesta quarta (5), crianças nessa faixa etária no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid. No fim do ano passado, o governo estadual havia informado que aguardava o posicionamento do Ministério para poder iniciar a vacinação em crianças.

O governador Wilson Lima anunciou, na tarde desta quinta, que a vacinação contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos no Amazonas será escalonada por grupos prioritários.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) receberam nesta quinta o informe técnico do MS sobre esta etapa.

O imunizante a ser usado é o da Pfizer (Comirnaty – Pfizer/Wyeth), específica para crianças, com rótulo de cor laranja. A composição destinada para o público infantil teve segurança e eficácia atestadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O intervalo entre a primeira e segunda dose será de oito semanas.

Não há exigência de apresentar prescrição médica para a vacinação no estado, mas os pais ou responsáveis pela criança devem estar presentes manifestando concordância com a imunização. O escalonamento para a vacinação contempla, inicialmente, crianças com deficiência permanente ou com comorbidades.

O cronograma segue com indígenas e quilombolas; crianças que vivem em lar com pessoas com risco para evolução grave de Covid-19. Após esses públicos, a vacinação vai estar disponível para as crianças sem comorbidades na seguinte ordem: crianças entre 10 e 11 anos; entre 8 e 9 anos; 6 e 7 anos; e com 5 anos de idade.

As orientações do PNI/MS também destacam que a vacina contra Covid-19 deve ser administrada com intervalo de 15 dias da aplicação de outras vacinas do calendário infantil.

Por meio de nota, a Prefeitura de Manaus informou que aguarda o envio da nota técnica e de doses por parte do Ministério da Saúde para poder definir a estratégia de imunização na capital.

A nota reforça ainda, que a estimativa é que o Brasil receba novas doses de imunizantes na próxima quinta-feira (13) e que, segundo o Ministro Marcelo Queiroga, o imunizante começará a ser distribuído aos estados no dia seguinte.

Deixe seu comentário: